Política de Privacidade

Se se está a candidatar a um posto de trabalho na Intrum, esta política de privacidade aplica-se a si e visa transmitir-lhe informações relacionadas com o tratamento dos seus dados pessoais, realizado a partir do momento em que submete a sua candidatura.

A Intrum faz parte de um Grupo de empresas localizadas em diferentes países. Para efeitos da presente política de privacidade, a empresa do Grupo, junto da qual está a submeter a sua candidatura, será responsável pela proteção dos seus dados pessoais (na qualidade de Responsável pelo Tratamento). Esta política procura demonstrar de que forma vamos tratar os seus dados pessoais, recolhidos junto de si ou de terceiros, durante o processo de recrutamento.

A Intrum poderá atualizar esta política periodicamente e sem aviso prévio, por isso aconselhamos a consulta da mesma com regularidade. A presente versão desta política de privacidade foi publicada a 2018-04-01.

1. Categorias de dados pessoais

Quando submete uma candidatura, procedemos à recolha dos seguintes dados pessoais:

  • Dados de contacto: tais como o nome, NIF, morada, e-mail e número de telefone.
  • Informação relacionada com o seu currículo (cv) / candidatura: como por exemplo, informação acerca do seu percurso profissional, habilitações académicas, competências próprias, fluência em línguas, bem como qualquer outra informação que decida incluir no seu currículo (cv) / candidatura.
  • Carta de Motivação / Apresentação: qualquer informação que decida incluir na sua carta de motivação / apresentação.
  • Aptidão: poderá ser-lhe solicitada a demonstração da sua aptidão para o desempenho das funções a que se candidata. Tendo em consideração a natureza das funções a desempenhar, poderá ser realizado um procedimento interno de modo a melhor limitar o escopo do trabalho a realizar.
  • Certidão de Registo Criminal e Certidões de não dívida: dependendo da natureza das funções a desempenhar, podemos ter de lhe solicitar a apresentação de uma certidão do seu registo criminal e/ou de certidões de não dívida emitidas por certas autoridades públicas (como por exemplo, a Autoridade Tributária e Aduaneira e a Segurança Social), que certifiquem, nomeadamente, que não foi condenado, por sentença transitada em julgado, por nenhum crime que impossibilite a Intrum de o contratar para o exercício de determinada função.

Adicionalmente, dependendo da função a que se esteja a candidatar, podemos obter certas informações junto de terceiros:

  • Candidaturas internas: se já for colaborador da Intrum e se estiver a candidatar a uma outra posição dentro da empresa, poderemos utilizar informações que constem do seu ficheiro interno, enquanto colaborador da Intrum, para complementar a informação que nos facultou através da sua candidatura.
  • Testes psicotécnicos: poderemos solicitar-lhe que seja sujeito a uma avaliação das suas competências, personalidade ou aptidão cognitiva. Tais avaliações são normalmente realizadas por recurso a um software, propriedade de terceiros, ou aos serviços de uma empresa, contratada para esse efeito, que irá partilhar os resultados de tais avaliações connosco. Antes da realização de uma avaliação deste tipo, iremos transmitir-lhe informações adicionais que sejam relevantes para a sua situação específica.
  • Triagem curricular: dependendo da função a que se esteja a candidatar, poderemos solicitar a realização de uma triagem curricular a um especialista, a fim de determinar se existem circunstâncias que impossibilitem a Intrum de o contratar para o exercício de tal função. Antes da realização desta triagem, será discutida consigo a própria realização da mesma, bem como o respectivo o âmbito e fim.
  • Referências: poderemos decidir obter referências junto de terceiros que tenham trabalhado consigo no passado. Em princípio, só iremos entrar em contato com tais pessoas se nos fornecer os respectivos nomes e contatos. Se já for colaborador da Intrum, podemos contatar o seu responsável e / ou colegas de trabalho, sem que seja solicitado o seu consentimento para este efeito.

Em determinadas circunstâncias, e sempre com o seu consentimento (que deverá ser prestado de forma livre, específica, informada e explícita), poderemos proceder ao tratamento de categorias especiais de dados pessoais (muitas vezes identificados como "dados sensíveis", nomeadamente dados que revelem a sua origem racial ou étnica, opiniões políticas, convicções religiosas ou filosóficas), de modo a garantir que temos um leque diversificado de candidatos e colaboradores.

2. Finalidade do tratamento de dados pessoais realizado pela Intrum

A Intrum irá proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para prossecução das seguintes finalidades:

  • Recrutamento: poderemos proceder ao tratamento dos seus dados pessoais, para efeitos de recrutamento e, de modo a garantir a sua adequação à posição (para preenchimento da qual foi apresentada uma candidatura).
  • Resolução de litígios: poderemos proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para de efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicial, ou resolução de quaisquer outros litígios.
  • Cumprimento de obrigações legais: poderemos proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para efeitos de cumprimento de obrigações legais.

3. Entidades a quem a Intrum poderá transmitir os seus dados pessoais

A Intrum poderá ter de transmitir os seus dados pessoais a outras entidades, nas seguintes circunstâncias:

  • Se nos tiver fornecido contactos de terceiros, para efeitos de obtenção de referências (nos termos acima referidos), teremos de lhes comunicar o seu nome e qualquer outra informação necessária para que estes nos forneçam informações relevantes sobre si.
  • Poderemos ter de transmitir os seus dados pessoais aos nossos subcontratantes (nomeadamente, prestadores de serviços). Nestes casos, estes apenas poderão proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para prossecução das finalidades acima descritas e de acordo com as instruções que tenham sido dadas pela Intrum para esse efeito.
  • Os nossos colaboradores terão acesso aos seus dados pessoais. O acesso aos seus dados pessoais é restrito, sendo o mesmo concedido somente se necessário e para a prossecução das finalidades acima descritas. Salientamos, no entanto, que os nossos funcionários estão vinculados por uma obrigação de confidencialidade.
  • Poderemos ainda transmitir os seus dados pessoais, se tal for necessário, para cumprimento de obrigações legais.

4. Localização dos seus dados pessoais e transferência dos mesmos para outro país

Como fazemos parte do grupo Intrum, poderemos ter de transferir os seus dados pessoais para outro país. Caso tal aconteça, garantimos que se encontram implementadas medidas técnicas e organizativas adequadas a garantir a segurança dos seus dados pessoais, em cumprimento das obrigações que resultam do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) da UE.

Por norma, os seus dados pessoais não serão transferidos para um país que se encontre localizado fora do Espaço Económico Europeu (EEE). No entanto, a Intrum, bem como outras empresas do grupo, recorrem a terceiros, prestadores de serviços de armazenamento de dados, os quais podem aceder aos seus dados pessoais; estes prestadores de serviços podem estar num país localizado fora do EEE, nomeadamente, nos Estados Unidos. A Intrum nunca procederá à transferência dos seus dados pessoais para um país localizado fora do EEE sem garantir que se encontram implementadas medidas técnicas e organizativas adequadas a garantir a segurança e proteção dos seus dados pessoais. Para o efeito, certificamo-nos que tais prestadores de serviços subscreveram cláusulas tipo de protecção de dados adotadas pela Comissão, que servirão de base para a transferência de dados, ou que os mesmos se encontram num país que foi objecto de uma decisão de adequação, sendo o mesmo reconhecido por garantir uma proteção adequada ao abrigo da legislação aplicável em matéria de proteção de dados (como por exemplo, a Suiça). Caso pretenda obter uma cópia destas cláusulas, entre em contacto connosco através do e-mail indicado na parte final desta Política de Privacidade.

Também poderemos transferir os seus dados pessoais através do programa Privacy Shield, que consiste num mecanismo de certificação – ao qual as empresas americanas podem aderir –, que providencia um nível mais elevado de proteção de dados pessoais do que o exigido pela legislação norte-americana.

Poderemos também partilhar os seus dados pessoais, fora das situações ora identificadas, para ajudar a prevenir comportamentos fraudulentos ou, sempre tal nos seja exigido por lei. Para mais informações, entre em contacto connosco através do e-mail indicado na parte final desta Política de Privacidade.

5. Período de conservação dos seus dados pessoais

A Intrum irá conservar os seus dados pessoais durante o período necessário à prossecução da finalidade, no âmbito e para os efeitos da qual foram recolhidos. Isto significa que a Intrum irá conservar os seus dados durante o curso do processo de recrutamento. A Intrum eliminará os seus dados após ter sido preenchida a vaga para a posição em questão ou, no máximo, ao fim do período de um ano após o envio do seu cv e recolha de demais informações relacionadas. Se for selecionado para a posição a que se candidatou, iremos conservar os seus dados pessoais no âmbito e para efeitos do seu ficheiro interno, enquanto colaborador da Intrum, de acordo com as nossas diretrizes de privacidade de Recursos Humanos.

A Intrum poderá conservar os seus dados pessoais por um período de tempo mais longo, após a conclusão do processo de recrutamento, caso exista um litígio pendente, ou caso tenha prestado o seu consentimento para o efeito (o qual deverá ser prestado de forma livre, informada e explícita).

6. Fundamento legal que legitima o tratamento, pela Intrum, dos seus dados pessoais

A Intrum procede ao tratamento dos seus dados pessoais com base no seu consentimento, o qual é prestado de forma livre, informada e explícita, através do envio da sua candidatura e participação no processo de recrutamento. Em algumas situações, a Intrum poderá ter de proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para efeitos de cumprimento de obrigações legais.

7. Os seus direitos enquanto titular de dados

Enquanto titular de dados, dispõe de vários direitos ao abrigo da legislação aplicável em matéria de protecção de dados pessoais.

Direito de acesso
Pode solicitar-nos uma cópia dos seus dados pessoais, tratados pela Intrum. Pode igualmente solicitar-nos informações sobre a forma como procedemos ao tratamento dos seus dados pessoais.

Por norma, as informações prestadas pela Intrum quanto a questões colocadas acerca do tratamento dos seus dados pessoais ser-lhe-ão enviadas por escrito, a menos que solicite algo em contrário. Caso tenha apresentado o seu pedido através de meios electrónicos, iremos transmitir-lhe a informação necessária através de tais meios, sempre que possível.

Direito de retificação
A Intrum toma as medidas adequadas para garantir que as informações que sobre si trata são precisas e completas. No entanto, caso verifique que algum dos seus dados pessoais, por nós tratados, está incorrecto ou desactualizado, por favor entre em contacto connosco.

Direito ao apagamento dos dados («direito a ser esquecido»)
Em determinadas circunstâncias, dispõe do direito de solicitar o apagamento dos seus dados pessoais, por exemplo, quando entenda que o tratamento dos mesmos não é mais necessário para efeitos de prossecução da finalidade que justificou a sua recolha, ou quando retire o seu consentimento ao tratamento dos mesmos. Contudo, será necessário equilibrar tais situações com outros factores. Por exemplo, a Intrum poderá ter de proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para efeitos de cumprimento de obrigações legais, pelo que, nesse caso, terá de continuar a tratar os seus dados pessoais.

Direito à limitação do tratamento
Em determinadas circunstâncias, terá direito à limitação do tratamento dos seus dados pessoais, caso tenha solicitado a rectificação destes (e desde o momento em que o faça), ou caso se tenha oposto ao tratamento de dados pessoais, realizado pela Intrum, até que possamos analisar o seu pedido e confirmar (ou não) a exactidão dos seus dados pessoais (e/ou proceder à alteração dos mesmos de acordo com suas instruções).

Direito de portabilidade dos dados
Em determinadas circunstâncias, dispõe do direito de nos solicitar a transferência dos seus dados pessoais, tratados pela Intrum, para uma entidade terceira, por si indicada.

Direitos relativos à tomada de decisões individuais automatizadas
Dispõe do direito de não ficar sujeito a nenhuma decisão tomada exclusivamente com base no tratamento automatizado, incluindo a definição de perfis, que produza efeitos na sua esfera jurídica ou que o afete significativamente de forma similar. Salienta-se que a Intrum não irá proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para efeitos de tomada de decisões individuais automatizadas, no âmbito da prossecução das finalidades acima descritas.

Direito de retirar o consentimento
A Intrum procede ao tratamento dos seus dados pessoais com base no seu consentimento, pelo que pode sempre retirar tal consentimento. Neste caso, tal significa que não poderemos continuar a proceder ao tratamento dos seus dados pessoais, o que, por sua vez, conduzirá necessariamente à desconsideração da sua candidatura. Salientamos, no entanto, que poderemos ter de proceder ao tratamento dos seus dados pessoais para efeitos de cumprimento de obrigações legais.

8. Apresentação de reclamações sobre o tratamento de dados pessoais e exercício de direitos

Se desejar apresentar uma reclamação sobre a forma como procedemos ao tratamento dos seus dados pessoais, bem como exercer, em particular, algum dos direitos acima descritos (ou mesmo todos), pode entrar em contato com o nosso Encarregado da Proteção de Dados, que investigará as suas preocupações.

E-mail do Encarregado da Proteção de Dados: dpo.pt@intrum.com

Se não concorda com o conteúdo da nossa resposta, ou considerar que procedemos ao tratamento dos seus dados de forma ilícita, pode apresentar uma reclamação junto da Comissão Nacional de Protecção de Dados. Poderá encontrar mais informações sobre a Comissão Nacional de Protecção de Dados e respectivo procedimento de reclamações aqui: www.cnpd.pt

Caso tenha alguma outra questão sobre a forma como procedemos ao tratamento dos seus dados pessoais, entre em contato connosco através do nosso Encarregado da Proteção de Dados. Analisaremos os seus pedidos com o maior cuidado e brevidade possíveis.

9. Demais informações

A Intrum informa todos os potenciais candidatos de que, caso receba documentos que contenham quaisquer outros dados pessoais que não os identificados no ponto 1 (Categorias de dados pessoais) da presente Política de Privacidade, irá proceder à inviabilização dos mesmos, de modo a garantir a sua não utilização. A Intrum irá, por exemplo, rasurar qualquer cópia de cartão do cidadão e/ou de carta de condução que receba.