MENSAGEM IMPORTANTE 

A Intrum Portugal informa que estão a circular mensagens de correio eletrónico fraudulentas, que não são sua autoria, nem da sua responsabilidade.
Foram detectadas mensagens falsas num português pouco correto e que estão a usar o domínio intrum.pt. Estas mensagens não tem origem na rede da Intrum - intrum.com. Alertamos que não deve reagir a estes emails, devendo eliminá-los de imediato, sem que haja qualquer tipo de interação - não descarregue anexos nem aceda a links. A Intrum está a desenvolver todos os esforços para conter esta situação, incluindo o alerta às autoridades competentes.

61% das mulheres portuguesas gostava de ter aprendido mais sobre economia doméstica.

Intrum analisa comportamentos das mulheres portuguesas.

No Dia Internacional da Mulher a Intrum aborda algumas questões colocadas e respondidas pelas mulheres portuguesas no último Relatório Europeu do Consumidor 2017, que analisa comportamentos de pagamento com o objetivo de conhecer melhor a vida quotidiana e conduta dos consumidores.

Em Portugal, de todos os inquiridos 44% são mulheres, das quais 51% completou a universidade. As mulheres portuguesas preocupam-se com as questões económicas, nomeadamente a economia doméstica, 61% refere que gostava de ter aprendido mais sobre economia doméstica na escola e 92% das mulheres portuguesas tentam ensinar aos seus filhos como lidar com dinheiro.

A vida ativa das mulheres portuguesas mostra alguns dados preocupantes no que se refere à gestão da economia e até mesmo no cumprimento para pagar as contas mensais. No inquérito 46% das mulheres inquiridas refere que não consegue poupar dinheiro mensalmente e as que conseguem a média de poupança mensal não chega a 200 euros, situando-se nos 177 euros.

Nos últimos 12 meses 47% das mulheres portuguesas tiveram pelo menos uma conta que não pagaram nos prazos e, neste âmbito, as duas situações mais preocupantes referem-se a empréstimo hipotecário e compras efetuadas online, em que 89% das inquiridas não pagou porque não tinha dinheiro.